Ano que começa

De volta. Depois de duas semanas na Costa del Sol, a Noruega me recebe do jeito que a deixei: branca e fria. E com um bom tombo também , que é para me acordar pra vida. “Noruega não pega leve, Noruega é para fortes”, pensei! Me arrastei entre decorações natalinas e malas abarrotadas. Pensa num caos dentro de casa!Meio zonza preparei qualquer coisa (salsicha com arroz branco) para as meninas, um contraste gritante com a culinária maravilhosa que estávamos habituados por lá. Vida real que fala? Pois é. Fechei os olhos para a bagunça para depois fechar os olhos em um sono profundo. Pegar um vôo de madrugada tem suas consequências e a minha exaustão penso que só irá embora depois de alguns dias. Ainda assim, o show precisa continuar. As malas não se desfarão sozinhas e as mochilas escolares precisam ficar prontas para amanhã bem cedo. A malhação me espera, bem como o supermercado, as resoluções de ano novo, os compromissos a serem agendados, os planos e os meus pequenos projetos da vez. Três deles quero começar para já!

👉🏼O primeiro é a organização de casa. Eu já fiz um primoroso trabalho em 2017 arrumando tudo bonitinho no closet e na garagem, mas depois de conhecer a Marie Kondo, vejo que ainda posso melhorar e muito!

As técnicas de desapego, organização e praticidade no lar me inspiraram bastante e eu não vejo a hora de colocar essa casa de pernas para o ar!!! Que delícia! Se você tiver uma casa para organizar, é só me chamar! Ou assistir a Marie Kondo! Tem na Netflix, dicas incríveis! Sem falar que ela é uma japa liiiiinda de se ver, parece uma boneca de tão perfeitinha e adorável!!

👉🏼O segundo projeto tem a ver com economia doméstica. Se em 2018 eu superei o vício na comida, 2019 eu vou superar o vício em compras. Roupas, cosméticos, perfumes, calçados, tudo precisa ser muito bem avaliado. Como atualmente eu tenho MUITA coisa, o meu objetivo principal é não comprar. Quero o que já tenho e me sentir feliz com isso, evitando ao máximo visitar sites e lojas físicas. Até os e-mails com propagandas eu fiz questão de me livrar, descadastrando o meu endereço eletrônico das lojas favoritas. Muito melhor usar o dinheirinho com algo que realmente me fará feliz, como em uma viagem ou em um passeio com minhas crianças…

👉🏼E o terceiro. Bem, falando em felicidade, eu decidi também focar na minha gratidão, nas boas lembranças e nos momentos que eu gostaria de imortalizar. Eu já faço isso com fotos, mas eu gostaria de colocar minhas alegrias em palavras. É por isso que o pote da felicidade ou Happiness Jar Project é algo que eu desejo ter como rotina. Cada dia um motivo para sorrir e ser feliz. Depois de um ano é só ir lá, ler o papelzinho e ser feliz de novo. Hoje, por exemplo, a minha felicidade do dia é ter chegado em casa bem, por tudo ter corrido sem contra tempos ou experiências desagradáveis.

Se conseguir pelo menos um desses projetos, já estou no lucro! E você? Algum projeto/ resolução de ano novo?

Imagem-Reprodução

Anúncios

8 pensamentos sobre “Ano que começa

  1. Pingback: Ano que começa – Ice Paradise

      1. Candy Girl

        O meu problema é um ciclo vicioso. Eu me apaixono por algo, compro o que não preciso e o objeto fica sem uso, só tomando espaço. Ai eu acabo não jogando fora achando que um dia terei a oportunidade de usar, só que se a oportunidade vem, acabo usando outra coisa. Eu sei que tenho um trabalho gigantesco a fazer aqui em casa, mas só com algumas poucas dicas já melhorei um pouco o aspecto da cozinha e da entrada de casa, que era sempre uma zona. Mas fds vem ai e ninguém vai me segurar, rsrsrs!!!

        Liked by 1 person

      2. Candy Girl

        Hahahaaaaa, tem um bagunceiro muito puto da vida, isso sim!!!rsrsrs!!
        Eu acho assim: quem quis participar do programa ou resolve assistir a série/ler o livro é porque a bagunça incomoda. A pessoa não sabe sair do ciclo vicioso e a Marie vem com dicas de organização que ajudam pra caramba. Mas é aquela coisa, quem é feliz na bagunça, bom pra ele/ela. Eu não sou e confesso que mudei muito depois de ter as meninas. Eu fui obrigada a me organizar na marra, porque a vida fica muito mais fácil pra mim. Eu já estou aplicando as dicas dela e olha, deu pra criar tanto espaço que você nem imagina. Muito feliz com os resultados 🙂

        Liked by 1 person

      3. Sim, eu penso como você.
        Eu gosto de organização, mas não sou extremista. Acho q o texto foi exagerado ao dizer q tem algo de nazista. Não vi a série, nem sabia q existia.
        Eu tb acho q se ele é feliz com a bagunça que viva nela.
        Eu gosto de dizer: vive e deixa viver.

        Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s